Archive for setembro \29\UTC 2010

Alface luxo…

29/09/2010

Cheguei em casa morrendo de fome, fui até a geladeira e para minha sorte encontrei esses camarões rosa só esperando para serem consumidos…

Então fui em busca de acompanhamentos para fazer um prato, e o que eu encontrei foi apenas um pé de alface e então a idéia que me veio a mente foi uma saladinha simples com um toque de sofisticação.

Saladinha de alface luxo… foi como batizei esse meu almoço.

Alface, alguns camarões, ricota, azeite, sal, pimenta do reino branca, carambola e gergelim preto para decorar…

Ficou simplesmente um Luxo!!!

Fala verdade, agente só precisa de criatividade para incrementar uma simples refeição… quer me acompanhar???

Seja bem vindo!

Orquídeas

25/09/2010

Presente do meu irmão querido…

As vezes, as flores falam bem mais alto do que qualquer palavra…

Pasta cavolfiore – Macarrão com couve flor

20/09/2010

Essa é uma receita que a alguns anos aprendi com uma família muito querida, família Fiscale…

Eles contam que na época da Guerra com a recessão dos alimentos, apenas tinham alguns legumes para poder alimentar suas famílias, então foram surgindo maneiras de aproveitar aquelas sobras de massa que ficavam no fundo dos pacotes, eles quebravam e misturavam para ter um melhor rendimento, então  até hoje fazem esse prato com pasta mista. E lá na Itália tem algumas marcas que fazem embalagens com essa variedade.

E como São Paulo resolveu esfriar de novo, mais do que depressa fui preparar essa receita que eu adoro por ser bem leve e tambem deixar o corpo bastante aquecido. Uma verdadeira confort food.

Como em minha despensa encontrei um pacote aberto de fuzille (parafuso) integral,  com apenas um pouco da massa, resolvi fazer sem quebrar e sem misturar com nenhuma outra. Mas posso garantir que o sabor ficou ótimo!

Ingredientes:

4 colheres de azeite

3 dentes de alho bem picados

1 couve flor

2 litros de água ou caldo de sua preferência (usei de legumes caseiro)

Macarrão de sua preferência (usei como medida, um prato fundo da massa crua)

Sal

Pimenta do reino (opcional)

Queijo parmesão ralado (opcional)

Modo de Preparar:

Lavar e cortar as flores da couve flor e reservar.

Colocar a água ou o caldo para aquecer, em uma caçarola colocar o azeite, em seguida o alho, deixar alguns segundos até que ele libere seu aroma.

Acrescente a couve flor e deixe fritar por alguns instantes.

Adicione a água quente, tempere  e deixe por 2 minutos.

Colocar a massa e esperar o tempo de seu cozimento, corrigir o sal e servir.

foto couve flor

Este fiz com macarrão grano duro… e a foto seguinte, fiz com fuzille integral.

E para quem gosta, polvilhar com parmesão ralado.

Obrigada Família Fiscale pela contribuição…

Tabule de Quinoa ou Quinua

15/09/2010

Vou falar um pouco sobre a quinoa, é um grão rico em ferro, fósforo, cálcio e vitaminas.

Foi base da alimentação no império Inca e ficou conhecida como grão de ouro ou grão sagrado e entre os benefícios deste cereal (que pode ser encontrado também na forma de flocos e  farinha) estão a prevenção de doenças como cancer de mama, osteoporose e problemas cardíacos.

O consumo de fibras da quinoa ajuda a aumentar a sensação de saciedade durante as refeições, melhora o funcionamento intestinal e favorece no controle dos níveis de colesterol, glicemia e triglicérides no sangue. Ou seja é um grande aliado no combate a doenças, e para quem quer emagrecer.

Consumida a mais de 10 mil anos pelos povos indígenas, a quinoa foi redescoberta pelos povos andinos e tem a Bolívia como o seu maior produtor mundial. No Brasil vem sendo pesquisada desde a década de 80 pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) que tenta adaptá la ao solo do cerrado e os resultados tem se mostrado promissores.

E com todos esses benefícios encontrei uma maneira de incluí-la na alimentação aqui de casa, esse tabule de quinoa que é bem fácil de preparar e tenho certeza que vai agradar a todos.

Tabule de quinoa

Ingredientes:

1 xicara de quinoa em grão

2 pepinos cortados em cubos pequenos

2 tomates cortados em cubos pequenos sem pele e sem sementes

1 cebola pequena cortada em cubos pequenos

1/2 xicara de hortelã fresca picada

2 colheres de sopa de azeite extra virgem

Suco de um limão

sal

Modo de fazer:

Cozinhe a quinoa por 10 minutos em água, assim que estiver ao dente, escorra e deixe esfriar.

Depois de frio, acrescente os outros ingredientes, tempere e coloque um pouco para gelar.

Assim voce terá uma salada que além de saudável, ficará deliciosa e fresca.

Essa receita tem o rendimento de 05 porções.

Foto tirada de bem perto para poder ver melhor os grãos.

Para os antepassados, uma planta sagrada.

Para a atualidade, uma alternativa alimentar altamente nutricional, e ecológicamente viável.

Chefs Especiais

09/09/2010

Chefs Especiais é um projeto criado para pessoas portadoras de Sindrome de Down, diferentes chefs de cozinha são convidados a dar aulas uma vez por mes em diversos lugares, em seus restaurantes, espaços gastronômicos, faculdades e até mesmo no Mercado Municipal, onde eles colocam a mão na massa literalmente.

Colaboradores entram com ingredientes, uniformes, diplomas e tudo o que for necessário, nenhum tipo de doação financeira é aceito, mas com cada um doando um pouquinho se consegue fazer um grande trabalho.

Os criadores desse projeto são Simone e Marcio Berti e quando eu os conheci ja sabia da existencia do projeto  e me senti muito grata por poder fazer parte de tudo isso.

No dia 28 de agosto a aula foi no Atelier Gourmand e foi ministrada pelo Chef Henrique Fogaza do restaurante Sal, o cardápio foi um nhoque de mandioquinha com molho de tomates assados e de sobremesa brigadeiro com cobertura de pistache e castanha, servido com sorvete, calda de chocolate e chantily.

Meu objetivo de hoje não é passar as receitas e sim mostrar para voces que existem pessoas que fazem toda a diferença.

Marcio e Simone Berti - criadores dos Chefs Especiais

Chef Henrique Fogaza com as crianças

Todos com a mão na massa

e o trabalho continua...

Eu, o Chef e a Rafaela.

Raquel e Rafaela, cortando os nhoques.

A turma toda reunida.

Todos estão convidados a conhecer esse projeto, e para portadores de Sindrome de Down (de todas as idades) que queiram participar da aula deverão se inscrever, gratuitamente, através do e-mail,  info@phorbisassessoria.com.br

ou visitem o Site que é: http://www.chefsespeciais.org

Obrigada Marcio e Simone, voces sim é que são especiais!!

Alcachofra

05/09/2010

Sabemos que a alcachofra é uma flor, e nós a consumimos quando ainda estão imaturas.

Elas pertencem à familia das margaridas e dos girassois, e a história conta que elas saíram dos jardins para as mesas na época do Império Romano, quando essa iguaria passou a fazer parte apenas das mesas dos nobres e dos reis.

Considerada uma iguaria exótica, deve ser apreciada a cada pétala que na verdade , o que comemos é seu interior, chamado de “fundo ou coração da alcachofra”.

É reconhecida pelas suas propriedades medicinais e na antiguidade ja eram ultilizadas no preparo de medicamentos contra a febre, doenças do fígado, reumatismo e até como antidepressivo.

Recomenda-se que seja consumida o mais proximo de sua colheita, para que não perca suas qualidades  e assim que forem cozidas para não perder suas propriedades medicinais e nutricionais.

Na hora da compra recomenda-se escolher as que apresentarem a cor bem viva e as que estiverem com aspecto firmes e com os talos longos. Não podemos esquecer dos espinhos, geralmente são retirados após o cozimento, vou dar algumas dicas para que todos possam apreciar e aproveitar a época da colheita,  que é de agosto à novembro.

– Corte o talo perto da base e lave a alcachofra em água corrente para que fique bem limpa entre as pétalas.

– Deixe de molho em água com sal e uma colher de vinagre ou limão para não escurecer.

– Dê preferência às panelas de aço inoxidável ou esmaltadas, pois o alumínio escurece as alcachofras.

– O tempo médio de cocção é de aproximadamente 15 minutos em uma panela normal ou 5 minutos em panela de pressão.

– Para saber se a alcachofra está cozida puxe uma pétala, ela terá que se soltar com facilidade.

– Evite o excesso de água, apenas cubra até a  metade.

– Os talos tambem podem e devem ser aproveitados, para isso é só retirar a parte fibrosa, deixar de molho na água com o vinagre ou limão e cozinhar separadamente.

Existem várias maneiras de ser consumida, uma delas é essa receita onde recheamos com carne moída,  mas sinceramente, adoro de qualquer maneira.

Ingredientes:

6 alcachofras

500 gr de carne moída de sua preferência

3 tomates sem pele e sem sementes cortados em cubos pequenos

200 gr de queijo ralado para polvilhar

1 cebola média ralada

2 dentes de alho picados

1 colher de sopa de azeite

1/2  xicara de salsa picada

sal

pimenta do reino (opcional)

Modo de fazer:

Corte as pontas das pétalas com uma tesoura para que fiquem mais uniformes, cozinhe e reserve.

Em uma panela coloque o azeite, a cebola o alho e a carne, deixe cozinhar.

Quando ela estiver pronta, acrescente os tomates e a salsa.

Coloque entre as pétalas o recheio de carne, polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno para aquecer.

Espero que gostem!